segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Ministério Infantil e Reciclagem: SEU CASAMENTO COMO ANDA? SEUS FILHOS COMO ESTÃO? Olhem para suas crianças, lembrem-se delas, não as ignore:


I PARTE "SEUS FILHOS ESTÃO AI E O AMOR NÃO MORREU"

"Porque eu o tenho escolhido, a fim de que ele ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para praticarem retidão e justiça; a fim de que o Senhor faça vir sobre Abraão o que a respeito dele tem falado."
Gênesis 18:19
"e ensiná-las-eis a vossos filhos, falando delas sentados em vossas casas e andando pelo caminho, ao deitar-vos e ao levantar-vos; "
Deuteronômio 11:19

Muitos pais ao se encontrarem com problemas em seu casamento: ignoram seus filhos, uns acham que eles não entendem e realmente não entendem o seu problema, mas sabem que existe um problema ( e podem achar que a causa desse problema seja eles, então queridos cuidado com o que falam e como falam, reserve um horário, um local para conversarem somente o casal, preserve seus filhos, não ignorando-o mas poupando-o de mal intendidos que podem lhe causar problemas em seus sentimentos, ações por toda a vida).Não culpe seus filhos pelo que você fez ou não fez, a crise no casamento não tem culpado todos contribuíram um pouquinho que seja para que o problema crescesse, então juntos vamos achar uma solução, comecem por orar juntos pedindo uma direção de DEUS, ainda é tempo, nunca é tarde, basta que um ainda queira. O amor não morreu, ele foi esquecido por falta de uso, comece por dizer obrigado ao seu esposo ou a sua esposa, seus filhos, afinal em um certo dia você fazia isso e depois começou a achar que tudo era obrigação do outro o que não é verdade.  

Promova um passeio com seus filhos um piquenique, resgate a amizade entre todos, brique, sorria, ame, deixe que lhe amem.Brinque de roda, brinque de pega pega, 

de bola, esconde, esconde, adivinhe o que é, aproveite o 

calor jogue água um no outro,

Enfim brinque e brinque até cansarem.

Talvez você diga agora há não tenho dinheiro, amigos nem precisa, compre fiado dois refrigerantes, pipoca, pão e mortadela e saia dessa rotina, vá a uma praça, um parque mesmo próximo da sua casa onde você nem precisa de carro, mas saia da rotina casa, televisão e o silêncio total, ou barulho total, comece a ter contato com a sua família, sim vocês estão na mesma casa, mas não se conhecem, não tem contato, são mais estranhos que os amigos da escola, o pessoal da igreja, os vizinhos, esqueceram até como é o sorriso do outro, o que ele gosta, o que o faz rir ou chorar, se ele é bom imitador, ou se é tímido, se seu esposo é popular ou sua esposa, se a roupa que estão usando lhes cai bem, o cabelo se o corte combina, enfim pequenas coisas que fazem a diferença, elogios, broncas tudo faz parte de uma vida, não pode só haver um e muito menos nenhum, pois nenhum é ignorar totalmente o outro ou outros, e pedir para ser esquecido e isso não é a família que vocês sonharam RESGATEM-A, DEUS É CONVOSCO, não vai ser fácil, mas vai dar certo. 




A PAZ 

Pra Lurdinei










Problemas no casamento dos pais afetam sono das crianças desde os primeiros anos de vida

Primeiro uma conversa mais séria, depois aquele clima tenso e, então, uma grave discussão entre o casal. E o seu bebê ali do lado, presenciando tudo. Apesar de muito pequeno, ele percebe, sim, a tensão do ambiente em que vive e o estresse que envolve uma crise no casamento pode afetar até mesmo a qualidade do sono, segundo uma pesquisa da Universidade de Oregon, nos Estados Unidos.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas entrevistaram 350 famílias e perceberam que uma instabilidade no relacionamento do casal, quando os bebês têm 9 meses, pode influenciar o sono da criança mais adiante, por volta dos 18 meses. Os problemas mais comuns seriam dificuldade para pegar no sono e continuar dormindo. Essa relação se manteve mesmo ao levar em consideração fatores como o temperamento da criança, o nível escolar dos pais e até a ordem de nascimento. Os pesquisadores escolheram estudar famílias com crianças adotadas para eliminar a possibilidade de existir uma relação genética entre os dois fatores. Curiosamente, descobriram também que o inverso não é verdade - ou seja, problemas do sono das crianças não causam instabilidade no casamento.

"Nossos resultados sugerem que os efeitos causados pela crise conjugal no sono das crianças influenciam o desenvolvimento mais cedo do se pensava”, diz Anne Mannering, uma das autoras do estudo. “Os pais devem estar cientes de que o estresse na relação pode afetar a saúde e o bem estar de seus filhos, mesmo no primeiro ou segundo ano de vida", completa Mannering. E os efeitos negativos afetam além do sono.

Segundo a neuropediatra Clarissa Bueno, do Hospital Infantil Sabará (SP), é no primeiro ano de vida que o bebê consolida o seu padrão de sono e uma mudança brusca nesse processo pode causar consequências a longo prazo. “A criança pode se tornar mais agitada, agressiva ou muito quieta", explica. Além disso, o crescimento também pode ser reduzido e ela pode ganhar ou perder peso exageradamente devido a mudanças em sua alimentação. Mais um motivo para proteger as crianças das brigas dos adultos.
Fonte: Revista Crescer - Por Bruna Menegueço