domingo, 30 de setembro de 2012

I - POESIAS INFANTIS E TESTEMUNHO DE INFÂNCIA/ TEREMOS


PARA CRIANÇAS POESIAS QUE ESTIMULAM E AVIVAM
MANDE UMA POESIA PARA UMA CRIANÇA
 A CRIANÇA É UMA POESIA








Salta, salta, sapo rabugento,
Energético a disfarçar o teu desalento.
Coaxa, coaxa a tua dor,
As tuas verrugas são puras provas de amor.

Na noite quente cantas pachorrento,
A embalar meu peito sonolento,
Sapo enrugado dos contos de criança,
De príncipe não te vislumbro semelhança.

Sapo de tudo, sapo de nada,
Sapo de terra, sapo de água,
Sapo de nadar, sapo de saltar,
Farto de pensar, sem saber como respirar.

Sapo de fabulação, sapo de empirismo,
Sapo de esborrachar, sapo de cinismo,
O bicho é afinal, a raiz de todo o mal.
A humanidade não lembra mais
A metamorfose que teu corpo traz.

Autor: Klapausius

AMADOS ESTAMOS INICIANDO UMA JORNADA INFANTIL DEIXE A SUA HISTÓRIA, DEIXE O SEU TESTEMUNHO, A SUA POESIA


SER CRIANÇA E AMAR
AMAR SEM OLHAR A QUEM
É SIMPLESMENTE AMAR



Meu testemunho de infância
Eu era assim exatamente assim, essa foto veem essa menina desarrumada, pobre, sim essa sou eu, mas um coração cheiooooooo de esperança e amor.
Não tinha uma casa grande, mas para mim era uma grande casa
Não tinha um pai rico, mas para mim um era um rico Pai
Não tinha dinheiro, mas tinha tudo o que era necessário para sonhar e ser feliz.
Minha mãe uma grande mulher.
Nada, nem ninguém poderia me deter, somente a pergunta que não calava.
Porque nasci?
Um dia, minha madrinha mandou me chamar
Morávamos em uma casa de chão, isto é sem piso, parecia a aquela da musica era uma casa muito engraçada, mas era a melhor casa do mundo, era a minha.
Bom la fui eu, toda contente, cheia de curiosidades, o coração parecia que ia explodir, afinal era DIA DAS CRIANÇAS, a cabeça cheia de sonhos e planos, do tipo o que será?
Será que vou ganhar um presente?
Gente um presente é algo indescritível para uma criança, ainda mais com 6 anos.
Lá cheguei: ela me recebeu, e mandou-me entrar e esperar num canto da varanda estava cheio de crianças, seus netos, sobrinhos eu acho, bom os outros ela chamou para sala.
E eu lá com os olhos atentos, acho que nem piscava.
Uma das crianças me chamou vem aqui com a gente, vem ver o que eu ganhei, era uma boneca que apertava a barriga e ela fazia xixi.
Nossa fiquei encantada.
E a cada presente que alguém abria, meu coração aumentava.
Ela disse para mim fique mais pra lá. 
Eu obedeci rápido, afinal estava ali indefesa, e esperançosa, não podia decepcionar ninguém.
Eram presentes lindos.
Bom chamou se todos e todos já brincavam com seus presentes, outros haviam largado de lado, eu ainda esperava pelo meu ou pelo que achava que seria meu.
Estava parada com as mãozinhas grudadas uma a outra como que rezando para tudo dar certo, era como se me abraçasse.
E  de repente ela me chamou Lurdinei vem é a sua vez.
Parecia que havia um quilometro entre mim e ela.
Mas cheguei, o coração parecia atropelado de tanto que batia, quando ela esticou a mão e me disse.
Esse é seu presente:
Eu olhei e sem entender peguei e agradeci muito.
Ás lagrimas não caíram por vergonha, pois havia muitas crianças e minha mãe havia me ensinado que devíamos agradecer a tudo sem questionar.
Apenas perguntei posso ir embora?
Ela disse sim você não quer brincar mais um pouco, gostou do presente?
Eu disse preciso ir, vou para igreja, obrigado gostei muito.
Parecia que minha casa não chegava nunca, fui chorando, pois não entendia o que tinha acontecido, o que eu tinha feito de errado, porque  e porque?
Cheguei em casa e perguntei a minha mãe, porque aquela mulher que eu respeitava tanto e admirava tinha feito aquilo comigo, mostrei meu presente um pacotinho de bala de 200g, sem embrulhar, disse para minha mãe ela não precisa ter feito eu ir lá. Mãe quando ela me chamar de novo eu não irei, acho que fiz algo de errado para ela não sei.
Fiquei por muito tempo sem entender, mas aprendi que todos somos iguais, todos merecemos o melhor independente da raça, cor, crede, status, naquele dia aprendi o que sente uma pessoa que é menosprezada, tratada com diferença por causa da sua classe social, aprendi a nunca fazer isso com nenhuma crianças, nem pessoas, nem animais, pois para DEUS somos todos iguais.
DEUS ME DEU MUITO MAIS NAQUELE DIA ME DEU UM ENSINAMENTE PARA VIDA TODA E PARA PASSAR A FRENTE PARA QUE MUITOS SEJAM RESPEITADOS E MUITOS RESPEITEM

NÃO IMPORTA QUAL SUA CLASSE SOCIAL, SUA RELIGIÃO, SUA CASA, SEUS PAIS, O QUE VOCÊ TEM, DEUS O AMA PELO SEU CORAÇÃO

DEUS TEM O MELHOR PARA VOCÊ MESMO QUE PAREÇA RUIM NA HORA, DEUS ESTÁ LHE DANDO O MELHOR

BJSSSSSS   A PAZ
PRA LURDINEI






SE TENS UM TESTEMUNHO ENVIE ESTAREI POSTANDO COM MAIOR PRAZER
SEU TESTEMUNHO FAZ ALGUÉM VOLTAR A VIVER