segunda-feira, 10 de setembro de 2012

EM QUE CICLO VOCÊ ESTÁ NESSE MOMENTO? SAIBA DEUS É CONTIGO



AS ESTAÇÕES DA VIDA!
O ciclo do cuidado de Deus é sempre digno de confiança

Bom dia!

Certa vez Jesus caminhando, provavelmente próximo ao jardim do Getsêmani, levou os seus discípulos a uma vinha, onde passou a lhes ensinar várias lições, dentre as quais gostaria de destacar uma em especial.

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos.”
João 15:1-8

A videira é uma planta produtiva; uma única videira produz muitas uvas. No Antigo Testamento as uvas simbolizavam a fertilidade de Israel na realização da obra de Deus na terra. Assim também o Pai deseja que todos nós, ligados a Videira Verdadeira que é Cristo, possamos dar muitos frutos.

Mas existe uma coisa que todos nós precisamos aprender. Sem a mudança das estações, as videiras jamais produziriam frutos. Cada estação fornece algo de que a videira necessita para o seu crescimento contínuo. A primavera traz as chuvas e os dias brandos para gentilmente estimular o crescimento que só chegará à completa maturidade no vibrante calor do verão. O outono é o tempo da colheita, e o inverno traz à videira o repouso, que é muito necessário, bem como uma nova etapa em sua existência. Sem este repouso, a videira não seria suficientemente forte para enfrentar novamente o ciclo para a próxima colheita.

“Enquanto durar a terra, plantio e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite jamais cessarão.”
Gênesis 8:22

As estações, que estão em mudança constante, também determinam as tarefas do lavrador da vinha.  Se ele tentar colher uvas na primavera, somente encontrará os pequenos frutos de uma colheita por vir. Se tentar podar no verão, destruirá a vinha que está compromissado a cuidar.

Precisamos aprender que existem estações na vinha do Pai. “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1).

Deus trabalha conosco em épocas diferentes, de diferentes maneiras.

Algumas vezes parece que a nossa vida até borbulha de tanta alegria; para onde quer que nos voltemos, vemos a mão de Deus se movendo. Em outras épocas, as necessidades nos apertam de todos os lados. Então, encontramo-nos muito mais frequentemente nos arrependendo do que nos regozijando.

Se não compreendermos que Deus trabalha em estações, cometeremos o engano de assumir que os momentos de euforia representam o que o Cristianismo deve constantemente ser, e que qualquer coisa menos do que isto é uma fonte de contínua condenação.

Sem a mudança das estações, as vinhas jamais seriam frutíferas. Do mesmo modo, o nosso crescimento espiritual depende de um “clima mutável” – estações, quando de fato o trabalho de Deus para a nossa vida é feito sob medida, de acordo com as nossas circunstâncias pessoais.

As estações são planejadas por Deus, enquanto Ele alimenta as nossas vidas em direção à frutificação. Estações que trazem um equilíbrio saudável de alegria e desafio, de diligentes esforços e repouso renovador.

Nós devemos aprender não apenas a abraçar a estação em que nos encontramos, a nos regozijar nos seus dons e enfrentar os seus desafios, mas também saber que em breve poderá vir novamente uma troca de estações.

Salomão continuou dizendo em Eclesiastes: “Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.” (Eclesiastes 3:12-8).

O ciclo do cuidado de Deus é sempre digno de confiança. Mesmo quando não possamos vê-lo, Ele está trabalhando pra trazer frutos à nossa vida. A chave para permanecer na Videira é procurar compreender a maneira como Deus está trabalhando em nossa vida em qualquer que seja a estação pela qual estejamos passando.

E lembre-se: A vinha é de Deus. Ele determina as estações de nossa vida – quando podar, quando alimentar ou quando colher. Somos as varas em sua videira, privilegiados para crescer, desabrochar e dar frutos – para seguir o Seu plano perfeito através de todas as estações da nossa vida.

Deus te abençoe!
Não se desespere, não desista, estamos juntos nessa jornada, mesmo que pareça impossível, você é um vencedor, estou orando por você e pelos seus, creio na sua vitória em nome do Senhor Jesus.
Para DEUS não há impossível.
Pra Lurdinei