sábado, 30 de junho de 2012

A INVEJA


 
Infelizmente muitas pessoas, e até mesmo aqueles que se dizem cristãos, não sabem lidar com o sucesso dos outros. O ciúme, a inveja e a cobiça são sentimentos muito fortes. E não é sem motivo que um dos mandamentos deixados por Deus para seu povo foi “Não cobiçaras”!

“Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo.”
Êxodo 20:17

Cobiçamos aquilo que outros têm, e não apenas queremos essas coisas, como também desejamos ir além e ter mais do que os outros.

“Então, vi que todo trabalho e toda destreza em obras provêm da inveja do homem contra o seu próximo. Também isto é vaidade e correr atrás do vento.”
Eclesiastes 4:4

A cobiça, o ciúme, a inveja e a competição andam juntas.

A competição em si, não é errada, mas quando “ser primeiro” é mais importante do que ser honesto, as coisas se complicam. A rivalidade tradicional entre times ou colégios pode ser proveitosa, mas quando se transforma em violência, o pecado entra em cena.


Se outra pessoa se sair melhor do que você na vida, tudo bem para você? Se outra pessoa for promovida na sua empresa antes de você, tudo bem?
Sim, porque se perguntarmos a dez pessoas se elas são invejosas, talvez onze respondam que não, pois temos a tendência de supor que os outros é que são invejosos, não nós.

Geralmente sentimos inveja daqueles que almejam os mesmos objetivos que nós, não daqueles que estão com a cabeça voltada para outros horizontes.

Sentimos inveja daqueles que venceram com facilidade nas situações em que fracassamos, ou tivemos que fazer muito sacrifício para atingir o mesmo resultado, não daqueles que fracassaram nas situações em que nos tornamos vencedores.

Muitas vezes, mesmo não querendo admitir, sentimos inveja daqueles que conseguiram vantagens que um dia foram nossas, ou que julgamos que deviam nos pertencer, não daqueles que obtiveram benefícios que nunca aspiramos possuir.

Por isso, tome muito cuidado para não ser surpreendido por esse sentimento tão negativo, que pode até impedir que nos relacionemos de forma mais harmoniosa com outras pessoas.

Deus te abençoe
Pra Lurdinei