terça-feira, 19 de junho de 2012

Esperança


Salmos 119:116
116 Ampara-me conforme a tua palavra, para que eu viva; e não permitas que eu seja envergonhado na minha esperança.

ESPERANÇA

Acordei nesta manha desanimada
Olhei para fora e vi o sol, continuava no mesmo lugar
Com o mesmo brilho
Sorria para mim e para todos
Vi os pássaros que cantavam e dançavam no céu
Faziam uma linda exibição para  mim.
Vi a formiga trabalhando sem cansar
Fazia me perceber que mesmo que eu a atrapalhasse,
Para outro lugar ela iria se mudar, porém nunca parar
Vi um ratinho correndo para sua casa, sem sequer me notar
Notei que ele sabia que o gato iria lhe visitar
Entendi que não podia esperar o esperado, tinha que tomar atitudes rápidas
Vi o gato no telhado deitado se limpando, a esperar o cachorro a cochilar
Vi o cachorro que parecia dormir, mas observava o gato descansar
Parecia desligado, mas suas orelhas estavam atentas ao meu chamado para lhe afagar
Então olhei para mim
Vi que tudo o que tenho para me alegrar
E o que ainda não tenho, irei conquistar
Basta ter
Esperança, paciência
Esperança é ver além daquilo que queremos
É agradecer pelo que temos
É crer que posso, sei, consigo, mereço, sou eu, sou de Deus
Para que possamos ver um novo dia chegar
Agradeci e voltei a olhar a beleza que muitos não podem
Não conseguem enxergar
Rogo a DEUS que permita que todos possam ver o quão é belo
E grandioso o espetáculo da vida
Da esperança
Da magnitude de seu amor por nós
Por toda sua criação pura e bela
Todo ser que vive e respira
Louve ao Senhor
Pra Lurdinei